Tomada de posse dos novos órgãos sociais dos Bombeiros de Lamego

Realizou-se, ontem, a tomada de posse da nova direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lamego, encabeçada por Hélder Santos, que irá presidir os destinos de uma instituição com 140 anos de existência.

Tomaram posse os seguintes órgãos eleitos para a Mesa da Assembleia Geral, Presidente Ângelo Manuel Mendes Moura, Vice-Presidente Vítor Manuel Rodrigues Pinto, 1º Secretário Joaquim dos Santos Mateus, 2º Secretário António Alberto Santos Nobre

Conselho Fiscal, Presidente Roberto Jorge Santos Alves, Vice-Presidente Alberto de Jesus Almeida, Secretário Relator Alcino Soares de Moura, Suplente Nuno Alexandre Stanislau Pereira, Suplente Hugo João Ribeiro Maravilha

Direção, Presidente Hélder João Pereira dos Santos, Vice-Presidente Manuel António Fonseca Cardoso, 1º Secretário                Rui Manuel da Silva Stanislau, 2º Secretário Fernando Silvério Cardoso de Sousa, Tesoureiro António Manuel Simões Oliveira, Vogal Rogério Carmo Ferreira, Vogal António Luís Amaral Araújo, Vogal António Gonçalves Ferreira, Vogal António Carlos Duarte da Silva, Vogal Adérito Almeida Gonçalves.

No seu discurso de tomada de posse, Hélder Santos enalteceu o trabalho e o rigor da gestão dos órgãos sociais cessantes, agradecendo a disponibilidade dos colegas de direção, mesa da assembleia e conselho fiscal que aceitaram o desafio de serem voluntários sem farda desta casa.

Evidenciada, pelo novo presidente da AHBVL, foi também a disponibilidade para colaborar e estreitar as relações de parceria com os demais agentes de proteção civil do concelho, que se fizeram representar na tomada de posse.

O recém-empossado dirigente referiu ainda garantir total apoio ao comandante dos bombeiros, Nuno Carvalho, para levar por diante a nobre e honrosa missão que é comandar o corpo de bombeiros da AHBVL, sublinhando que não serão poupados esforços para dar as melhores condições aos nossos bombeiros voluntários para cumprimento da sua missão. Em contrapartida, frisou que a direção estará vigilante e será exigente no rigor e na disciplina que lhes será pedida.

A terminar, Hélder Santos afirmou estar consciente das dificuldades e do trabalho que a direção que encabeça terá pela frente, mas mostrou-se confiante para lidar com as contrariedades, esperando conquistar a confiança de todos, que, acredita, determinados a dar o nosso melhor pela associação humanitária e pelo corpo de bombeiros.

 

Comments are closed.